Domus Galilaeae - Encontro Vocacional dos jovens do Caminho Neocatecumenal na Terra Santa


Cerca de 7.500 jovens das Comunidades Neocatecumenais da Europa, dos Estados Unidos, da América Latina e da Austrália acompanharam o Papa Bento XVI em sua viagem a Israel.

Os jovens peregrinos participaram das celebrações do Papa em Jerusalém, Belém e Nazaré, visitaram várias paróquias da Alta Galileia, animaram encontros ecumênicos com os jovens das igrejas locais, sobretudo, greco-católicos, maronitas e ortodoxos, e visitaram hospedais, escolas católicas e casas de repouso. 

pressione zoom para aumentar        

Em 15 de maio, um dia após a Eucaristia presidida pelo Pontífice em Nazaré, sobre o Monte do Precipício, os jovens se reuniram com os iniciadores do Caminho Neocatecumenal – Kiko Argüello, Carmen Hernández e padre Mário Pezzi – na Domus Galilaeae, a casa sobre o Monte das Bem-Aventuranças que olha para o lago da Galileia, para encerrar a peregrinação com uma celebração e uma chamada vocacional.

Os jovens ficaram sentados no leve declive da Domus Galilaeae, frente ao deslumbrante cenário do Lago de Tiberíades. Antes da liturgia, os responsáveis pela fundação hebraica “Keren Kayemet LeIsrael” apresentaram o projeto do “Parque Memorial João Paulo II”, que será realizado no Monte das Bem-Aventuranças, no mesmo lugar onde o Papa celebrou, com 100 mil entre jovens do Caminho e árabes cristãos, a Eucaristia do Jubileu de 2000. A obra pretende manifestar a gratidão do povo hebraico para com Papa Wojtyla. Um memorial do caminho aberto pelo Servo de Deus, que, visitando a Sinagoga de Roma, chamou os hebreus de “irmãos maiores”. Um belíssimo parque temático, com todas as árvores mencionadas na Bíblia, cachoeiras e uma estátua de João Paulo II.

A celebração foi presidida por monsenhor Elias Chacour, arcebispo melkita de Akka, em Galileia. Estavam presentes o arcebispo melkita de Petra e Filadélfia, Yasser Ayyash; o patriarca emérito siro-católico de Antioquia, Ignace Pierre VIII Abdel-Ahad; o vigário patriarcal grego melkita de Jerusalém, Youssef Jules Zreyi. Entre as autoridades, o prefeito da Alta Galileia e as representações diplomáticas de Albânia, Croácia, Itália, Malta e Polônia. O encontro teve como momento central o anúncio do kerygma.

Perante um auditório composto também por israelitas, Kiko Argüello, entre outras coisas, disse: “Jesus de Nazaré, este homem morto na cruz, este hebreu é Deus, o Adonai. Essa é a notícia que, após a ressurreição, o Espírito Santo atestou na Pentecostes e que abalou o mundo”.

“Esta noite, sobre este monte, Cristo é vivo e está conosco – disse por sua vez, em sua homilia, o arcebispo Chacour – e não nos chama a ficarmos num canto, tranquilos. As Bem-Aventuranças são um chamado urgente por parte do Senhor para ir a anunciar a sua ressurreição”.

Quatrocentos moços e duzentas moças, tocados profundamente pelo kerygma, o anúncio que “Cristo ressuscitou e é Deus”, deram seu “sim” ao chamado de Deus, disponíveis a pôr sua vida a serviço da Igreja, respectivamente como sacerdotes e religiosas.

  

(Vídeo da peregrinação dos jovens, realizado por Telepace e publicado em Youtube)